Categoria Graduação

Bacharelado em Farmácia

O Curso

O curso de Farmácia possui suas Diretrizes Curriculares aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) em 19 de fevereiro de 2002.

Com base nas Diretrizes Curriculares e na leitura do cenário de mercado que se apresenta na região Norte, foi formulado o currículo do curso de Farmácia da Faculdade de Informática de Ouro Preto do Oeste – FIOURO/UNEOURO.

Na atualidade o farmacêutico deve estar capacitado a realizar atividades associadas ao fármaco, ao medicamento, aos cosméticos, aos alimentos e às análises clínicas e toxicológicas, respeitando a legislação vigente e os princípios éticos da profissão. Deverá participar de ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, de forma integrada e com outros profissionais da área, tanto em nível individual como coletivo, no âmbito do setor público e privado, sendo capaz de assumir, avaliar, sistematizar e determinar as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas e nos princípios da ética, comprometido com o ser humano e com o meio ambiente.

Nessa perspectiva, a formação de Farmacêuticos Generalista para atender a esses diversos campos de atuação está presente na perspectiva do projeto pedagógico ora apresentado, que investirá confiante na criação de cursos na área de saúde, segura do aproveitamento dos seus egressos no mercado de trabalho local, regional e nacional, devido à carência de cursos na área de saúde na região.

Diante dessa realidade, o curso de Farmácia, objeto desta proposta, assume o desafio de suprir a grande carência de profissionais qualificados na região, propondo-se a capacitar alunos para o exercício profissional em um mundo em constante transformação comportamental e ética, em acelerada evolução nas áreas de conhecimento e da tecnologia, além de disponibilizar técnicas e instrumentos para a prática profissional.

 

Objetivos do Curso

O curso de Farmácia foi planejado para proporcionar aos futuros profissionais conhecimentos que possibilitem as seguintes habilidades e competências gerais:

I – Atenção à saúde: o profissional farmacêutico deverá estar apto para desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde tanto em nível individual quanto coletivo;

II – Tomada de decisões: o farmacêutico deverá ter a capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado, eficácia e custo-efetividade, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas, tudo baseado em evidências científicas;

III – Comunicação: o profissional de saúde deve se permanecer acessível  mantendo também a confidencialidade das informações a que tiver acesso na sua interação com outros profissionais e com o publico em geral;

IV – Liderança: ao participar de equipes multiprofissionais os farmacêuticos devem estar aptos a assumirem posições de lideranças, sem deixar de lado o bem estar coletivo;

V – Administração e Gerenciamento: os farmacêuticos devem estar aptos a tomar iniciativas, fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais de informação, da mesma forma que devem estar aptos a serem gestores e empreendedores na equipe de saúde;

VI – Educação Permanente: os farmacêuticos devem estar aptos a aprender continuamente, tanto na sua formação quanto na sua prática, sendo para isso necessário aprender a aprender e ter responsabilidade e compromisso com a sua formação

 

Perfil do Profissional

O curso de Farmácia da FIOURO busca formar um profissional com o seguinte perfil:

 

·         formação abrangente que lhe propicie habilidades para as questões humanísticas e sociais;

·         atitude investigativa que favoreça o processo contínuo de construção do conhecimento;

·         visão crítica de seu potencial de desempenho, para ajustar-se com competência às novas demandas geradas pelo progresso científico  e tecnológico e às exigências conjunturais em permanente mutação e evolução;

·         formação ético-profissional;

·         formação humanística, crítica, contextualizada e histórica da saúde e da sua área de atuação, de modo a dar respostas às especificidades regionais de saúde através de intervenções planejadas estrategicamente;

·         formação técnica e científica para atuar na área da Farmácia com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania.

 

Mercado de Trabalho

Nas últimas décadas, o aumento do poder de consumo do brasileiro aqueceu o mercado de cosméticos e quem se deu bem nesse novo cenário foram os farmacêuticos. Embora a concorrência seja grande, há muita demanda para esse profissional.

Além disso, é obrigatório que toda drogaria tenha um farmacêutico presente. Essa exigência amplia a necessidade de profissionais formados nessa área.

Fonte: http://blogdoenem.com.br/farmacia-curso-profissao-mercado/

 

Áreas de Atuação (ATIVIDADES FARMACÊUTICAS)
 

Acupuntura
Administração de laboratório clínico
Administração farmacêutica
Administração hospitalar
Análises clínicas
Assistência domiciliar em equipes multidisciplinares
Atendimento pré-hospitalar de urgência e emergência
Auditoria farmacêutica
Bacteriologia clínica
Banco de cordão umbilical
Banco de leite humano
Banco de sangue
Banco de Sêmen
Banco de órgãos
Biofarmácia
Biologia molecular
Bioquímica clínica 
Bromatologia
Citologia clínica
Citopatologia
Citoquímica
Controle de qualidade e tratamento de água, potabilidade e controle ambiental
Controle de vetores e pragas urbanas
Cosmetologia
Exames de DNA
Farmacêutico na análise físico-química do solo
Farmácia antroposófica
Farmácia clínica
Farmácia comunitária
Farmácia de dispensação
Fracionamento de medicamentos
Farmácia dermatológica
Farmácia homeopática
Farmácia hospitalar
Farmácia industrial
Farmácia magistral
Farmácia nuclear (radiofarmácia)
Farmácia oncológica
Farmácia pública
Farmácia veterinária
Farmácia-escola
Farmacocinética clínica
Farmacoepidemiologia
Fitoterapia
Gases e misturas de uso terapêutico
Genética humana
Gerenciamento de resíduos dos serviços de saúde
Hematologia clínica
Hemoterapia
Histopatologia 
Histoquímica
Imunocitoquímica
Imunogenética e histocompatibilidade
Imunohistoquímica
Imunologia clínica
Imunopatologia
Meio ambiente, segurança no trabalho, saúde ocupacional e responsabilidade social
Micologia clínica
Microbiologia clínica
Nutrição parenteral
Parasitologia clínica
Saúde pública
Toxicologia clínica
Toxicologia ambiental
Toxicologia de alimentos
Toxicologia desportiva
Toxicologia farmacêutica
Toxicologia forense
Toxicologia ocupacional
Toxicologia veterinária
Vigilância sanitária
Virologia clínica

Engenharia Civil

O Curso

A partir de uma proposta pedagógica inovadora, o curso visa prover a cidade de Ouro Preto do Oeste e região de um centro de excelência no ensino das Engenharias, destinado a formar profissionais capacitados para desempenhar cargos e funções técnicas, elaborar orçamentos e cuidar de padronização, mensuração e controle de qualidade. Pode coordenar equipes de instalação, montagem, operação, reparo e manutenção. Executar desenho técnico e se responsabilizar por análise, experimentação, ensaio, divulgação e produção técnica especializada.

Perfil do Profissional

O Engenheiro Civil é um profissional de formação generalista, que atua na concepção, planejamento, projeto, construção, operação e manutenção de edificações e de infra-estruturas. Suas atividades incluem: supervisão, coordenação e orientação técnicas; estudo, planejamento, projeto e especificação; estudo de viabilidade técnico-econômica; assistência, assessoria e consultoria; direção, execução e fiscalização de obra e serviço técnico; vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e parecer técnico. O egresso da UNEOURO poderá desempenhar cargos e funções técnicas, elaborar orçamentos e cuidar de padronização, mensuração e controle de qualidade. Pode coordenar equipes de instalação, montagem, operação, reparo e manutenção. Executar desenho técnico e se responsabilizar por análise, experimentação, ensaio, divulgação e produção técnica especializada. Coordenar e supervisionar equipes de trabalho, realiza estudos de viabilidade técnico-econômica, executa e fiscaliza obras e serviços técnicos; e efetua vistorias, perícias e avaliações, emitindo laudos e pareceres. Em suas atividades, considera a ética, a segurança, a legislação e os impactos ambientais.

Considerando o exposto e o disposto nas Diretrizes Curriculares para os cursos de Engenharia o egresso do curso deverá contar com uma sólida formação técnico científica e profissional geral que o capacite a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade.

O alcance do perfil de egresso desejado se dará por meio do projeto pedagógico do curso de engenharia civil, que através de seu embasamento em três grandes pilares ensino, extensão e pesquisa, o que permitirá ao graduando desenvolver as habilidades e competências necessárias para exercer as atividades profissionais da carreira. 

Mercado de Trabalho

O profissional egresso do curso de Engenharia Civil com formação técnica e científica atuará na concepção, planejamento, projeto, construção, operação e manutenção de edificações e de infra-estruturas.

Suas atividades incluem:

  • supervisão, coordenação e orientação técnicas;
  • estudo, planejamento, projeto e especificação;
  • estudo de viabilidade técnico-econômica;
  • assistência, assessoria e consultoria;
  • direção, execução e fiscalização de obra e serviço técnico;
  • vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e parecer técnico.

 

Engenharia Ambiental

O Curso

A partir de uma proposta pedagógica inovadora, visa prover a cidade de Ouro Preto do Oeste e região de um centro de excelência no ensino das Engenharias, destinado a formar profissionais capacitados para desempenhar cargos e funções técnicas, elaborar orçamentos e cuidar de padronização, mensuração e controle de qualidade. Pode coordenar equipes de instalação, montagem, operação, reparo e manutenção. Executar desenho técnico e se responsabilizar por análise, experimentação, ensaio, divulgação e produção técnica especializada.

Considerando os contextos supramencionados e tendo em vista as concepções e princípios norteadores do Projeto Pedagógico de Engenharia Ambiental e de sua estrutura organizacional e curricular, o curso está voltado a uma formação que habilite o Engenheiro Ambiental a compreender o meio natural, social, político, econômico e cultural no qual está inserido, e a tomar decisões em um mundo diversificado e interdependente, baseado no adequado conhecimento teórico e no domínio do instrumental próprio da área.

Principais objetivos

  • Formar engenheiros ambientais aptos a planejar e gerir questões ambientais com uma visão sistêmica e holística;
  • Oferecer condições para a formação de um profissional com conhecimento e instrumental que lhe permita pesquisar, elaborar e prover soluções que busquem a sintonia entre as diversas atividades humanas com o meio físico e os ecossistemas;
  • Ministrar conteúdos que proporcionem aos alunos uma compreensão clara da área de atuação da Engenharia Ambiental, com ênfase na Tecnologia e na Gestão Ambiental para os setores: estatal, privado e terceiro setor;
  • Qualificar recursos humanos para suprir a demanda por profissionais capacitados a planejar e gerir as questões ambientais no contexto natural, político e socioeconômico da Amazônia Legal;
  • Incentivar atividades de extensão universitária, estágios, atividades de pesquisa, monitoria, participação em congressos e seminários entre outras atividades;
  • Buscar intercâmbios nacionais e internacionais com outras instituições de ensino e parcerias com órgãos públicos e privados;
  • Integrar-se a outras áreas de conhecimento existentes, buscando o estabelecimento de espaços de produção interdisciplinar;
  • Contribuir para a discussão e tratamento dos problemas ambientais, com uma perspectiva interdisciplinar e prática através do trabalho coletivo e de equipe e da troca estabelecida entre os docentes do curso, que inter-relacionam os conteúdos de ensino e as práticas em atividades de extensão, pesquisa e atividades práticas supervisionadas, tudo em uma intensa interface com os parceiros e com a garantia tecnológica que garanta a interatividade entre professores e alunos.

Perfil do Profissional

O egresso do curso de Engenharia Ambiental deve conhecer e atuar criticamente na realidade social e educacional, a partir de sua inserção nos diferentes contextos de atuação por meio do conhecimento de fundamentos teórico-metodológicos e da reflexão e ação, condições necessárias ao exercício profissional. Nessa perspectiva e seguindo as recomendações da Resolução CNE/CES Nº 11/2002, o curso de graduação de Engenharia Ambiental permitirá ao graduado em seu curso ter o seguinte perfil:

Perfil comum às engenharias: formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Capacitado a absorver e desenvolver novas tecnologias, e desenvolver a sua atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanista, em atendimento às demandas da sociedade;

Perfil específico de engenheiro ambiental: compreensão dos elementos e processos pertinentes ao meio ambiente natural e construído e das bases e fundamentos teóricos e metodológicos da Engenharia Ambiental, permitindo ao profissional o domínio e permanente aprimoramento das abordagens científicas e suas aplicações em busca do desenvolvimento sustentável. Sólida formação para atuar nas diversas áreas de concentração devido aos conteúdos contemplados na grade curricular, proporcionando aos mesmos uma visão ampla e crítica, além, de estimular a criatividade para a identificação e resolução de problemas relacionados ao meio ambiente.

O alcance do perfil de egresso desejado se dará por meio do instrumento “Projeto Pedagógico do Curso de Engenharia Ambiental”, que através de seu embasamento em três grandes pilares, ensino extensão e pesquisa, permitirá ao graduando desenvolver as habilidades e competências necessárias para exercer as atividades profissionais da carreira.

Mercado de Trabalho

Quanto à possibilidade de atuação, o mercado de trabalho para o Engenheiro Ambiental é constituído por Empresas Públicas ou Privadas, Órgãos Governamentais nas três esferas de governo, além de organizações sociais de interesse público e Organizações não Governamentais. Em relação aos Órgãos Governamentais, o Engenheiro Ambiental estará apto a exercer suas funções no Sistema Nacional de Meio Ambiente, IBAMA, CONAMA, Ministério do Meio Ambiente, Ministério das Cidades, Ministério Público, entre outros.

Segundo a Resolução CONFEA Nº 1.010/2005, em todas essas estâncias o Engenheiro Ambiental poderá exercer as funções a seguir:

AP1 – gestão, supervisão, coordenação e orientação técnica;

AP2 – coleta de dados, estudo, planejamento, projeto e especificação;

AP3 – estudo de viabilidade técnico-econômica e ambiental;

AP4 – assistência, assessoria e consultoria;

AP5 – direção de obra ou serviço técnico;

AP6 – vistoria, perícia, avaliação, monitoramento, laudo, parecer técnico, auditoria, arbitragem;

AP7 – desempenho de cargo ou função técnica;

AP8 – treinamento, ensino, pesquisa, desenvolvimento, análise, experimentação, ensaio, divulgação técnica, extensão;

AP9 – elaboração de orçamento;

AP10 – padronização, mensuração, controle de qualidade;

AP11 – execução de obra ou serviço técnico;

AP12 – fiscalização de obra ou serviço técnico;

AP13 – produção técnica e especializada;

AP14 – condução de serviço técnico;

AP18 – execução de desenho técnico

Letras (Português/Inglês)

O Curso

O curso é articulado para construir profissionais que dominem a teoria e a prática docente para o exercício do magistério nas disciplinas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa e respectivas literaturas. Para isso, sua matriz curricular apresenta disciplinas práticas e metodológicas, que fornecem laboratórios, oficinas de produção, análise, confecção e crítica para o uso constante e regular da língua e linguagens efetivadas na realidade imediata, tornando o profissional de Letras um especialista prático e teórico da comunicação em suas variáveis.

Proporciona ainda disciplinas teóricas para o domínio dos conceitos, operadores e princípios que regem a língua e linguagem em suas particularidades dentro dos vários tipos de comunicação.

Para a aproximação da teoria com a prática, o curso possui um estágio supervisionado para atender aos requisitos da experiência docente necessária ao futuro profissional.

Perfil do Profissional

O profissional das letras domina a norma culta da língua portuguesa, instrumento preferencial de cultura, de comunicação e de exercício da cidadania. Para tanto, capacita-se a entender suas variações, que vão das diferenças regionais a outros níveis, como o coloquial, o popular, o técnico, etc. O curso de Letras da UNEOURO forma professores, capacitando os alunos para o ensino de língua portuguesa, inglesa e respectivas literaturas, além de qualificá-los para as funções de redator, revisor, tradutor, comentarista de livros e agente literário. 

Mercado de Trabalho

O licenciado em Letras atua como professor, crítico literário, pesquisador, resenhista, tradutor, agente literário, revisor de textos e atividades de domínio conexo ou assemelhadas, dada a grande abrangência de atuação para quem domine bem a norma culta da língua portuguesa, de que são exemplos as contribuições de profissionais das letras no cinema e na televisão. Na área empresarial, pode atuar como produtor de discursos e consultor para as diversas modalidades da linguagem. 

Pedagogia

O Curso

Formar pedagogos com uma visão global do processo educativo cultural é a principal meta do curso de Pedagogia.

O curso está formulado de acordo com a Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional (LDB) e com as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia – Licenciatura. Tem por objetivo a formação inicial para o exercício da docência na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental, nos Cursos de Ensino Médio, na modalidade Normal, e em cursos de Educação Profissional na área de serviços e apoio escolar, bem como em outras áreas nas quais sejam previstos conhecimentos pedagógicos. As atividades docentes também compreendem participação na organização e gestão de sistemas e instituições de ensino.

Perfil do Profissional

O curso destina-se à formação do profissional da educação com competência para lecionar na educação infantil, nas séries iniciais do ensino fundamental e nas matérias pedagógicas do curso pedagógico de nível médio; na gestão educacional em seus diferentes níveis; na organização, coordenação, execução, produção de materiais e avaliação de projetos educativos desenvolvidos em organizações escolares e não escolares, atendendo às necessidades de uma sociedade cada vez mais dinâmica e complexa. Esses profissionais estarão aptos ainda a desenvolver atividades de pesquisas educacionais que contribuam para uma reflexão teórico-prática sobre o fenômeno educativo e sobre o fazer pedagógico.

Mercado de Trabalho

O pedagogo atua na docência da educação infantil dos anos iniciais do ensino fundamental e nas disciplinas pedagógicas do ensino médio, na gestão escolar e no planejamento, no desenvolvimento, na implementação e na avaliação de projetos educacionais em diferentes níveis; nas instituições escolares, além de setores empresariais que investem no desenvolvimento de recursos humanos.

Sistemas de Informação

Onde atua o profissional de Sistemas de Informação?

O profissional de Sistemas de Informação poderá atuar no desenvolvimento de sistemas computacionais que suportam processos e negócios de qualquer empresa, em software, na gerência de área ou empresa de informática, no ensino de computação e empreendedorismo em informática. Poderá ainda dar continuidade aos estudos em cursos de pós-graduação. Computação é uma das áreas em que não haverá desemprego no futuro devido a caminharmos para uma sociedade baseada em informação e conhecimento.   

Como é o curso de Sistemas de Informação na UNEOURO?

Nosso curso é focado em tecnologias que o mercado profissional pede hoje! Web, Banco de Dados, Redes e Programação, Mobilidade, Linux, E-commerce, ERP! Se você procura isto, então a UNEOURO é o local indicado para crescer! Através de parcerias acadêmicas  e de um conjunto de disciplinas de nossa matriz curricular, o aluno terá contato balanceado entre teoria e prática.

O curso de Sistemas de Informação difere de outros cursos de computação por ser extremamente prático, focado no desenvolvimento e aplicação de Software. Por englobar vários conceitos de computação e administração, este profissional é valorizado no mercado do trabalho.

Por que escolher a UNEOURO para cursar Sistemas de Informação?

  • Conjunto de disciplinas na grade curricular altamente atrativo.
  • Corpo docente pós-graduado de alto nível (especialistas mestres).
  • Através de parcerias acadêmicas e de um conjunto de disciplinas de nossa matriz curricular, o aluno terá contato balanceado entre teoria e prática.
  • Inglês é altamente explorado, afinal a área de computação hoje requer domínio da língua inglesa devido à velocidade de inovações tecnológicas num mundo globalizado pela Informática.
  • Através de estágio obrigatório, muitos de nossos alunos são empregados em empresas que utilizam computação como ferramenta essencial a seus negócios.
  • Disponibilidade de bolsas de estudo.
  • Aluno é conhecido pelo seu nome e não por seu registro de matrícula.
  • A UNEOURO diferencia-se de outras instituições de ensino por motivar uma formação equilibrada de seu aluno em busca de um mundo melhor.

Qual a Infraestrutura da UNEOURO para o curso de Sistemas de Informação?

  • Biblioteca especializada com periódicos e revistas atualizadas de computação;
  • Laboratórios de Informática;
  • Recursos de Multimídia;
  • Parcerias tecnológicas;
  • Número adequado de alunos por sala e por computador;
  • Estágios técnicos;
  • Ensino de Inglês;
  • Orientação psicopedagógica gratuita;

Quais são os nossos anseios em Sistemas de Informação na UNEOURO?

  • Desenvolver no aluno a capacidade crítica necessária ao seu desenvolvimento profissional, conforme o perfil traçado pelo curso de Sistemas de Informação;
  • Formar o profissional de informática que preste serviço de forma produtiva, eficiente, crítica e inovadora do mercado de trabalho;
  • Contribuir de forma significativa para a comunidade local e regional e sobretudo ajudar a construir um mundo melhor para todos. Formamos seres humanos! 

Bacharelado em Psicologia

O Curso

O psicólogo estuda os fenômenos psíquicos e de comportamento do ser humano por intermédio da análise de suas emoções, suas ideias e seus valores. Ele diagnostica, previne e trata doenças mentais, distúrbios emocionais e de personalidade. Ele observa e analisa as atitudes, os sentimentos e os mecanismos mentais do paciente e procura ajudá-lo a identificar as causas dos problemas e a rever comportamentos inadequados. Este profissional atua em consultórios, em hospitais e nas mais variadas instituições de saúde, contribuindo para a recuperação da saúde psicológica e física das pessoas. Em escolas, colabora na orientação educacional. É necessário registrar-se no Conselho Regional de Psicologia para exercer a profissão.

Objetivos do Curso

  • Apresentar os principais fundamentos epistemológicos e históricos que permitam ao formando o conhecimento das bases presentes na construção do saber psicológico, desenvolvendo a capacidade para avaliar criticamente as linhas de pensamento em Psicologia.
  • Apresentar fundamentos teórico-metodológicos que garantam a apropriação crítica do conhecimento disponível, assegurando uma visão abrangente dos diferentes métodos e estratégias de produção do conhecimento científico em Psicologia.
  • Apresentar procedimentos para a investigação científica e a prática profissional, de forma a garantir tanto o domínio de instrumentos e estratégias de avaliação e de intervenção, quanto a competência para selecioná-los, avaliá-los e adequá-los a problemas e contextos específicos de investigação e ação profissional.
  • Apresentar os fenômenos e processos psicológicos, que constituem classicamente objeto de investigação e atuação no domínio da Psicologia, de forma a propiciar amplo conhecimento de suas características, questões conceituais e modelos explicativos construídos no campo, assim como seu desenvolvimento recente.
  • Apresentar as interfaces da Psicologia com campos afins do conhecimento para demarcar a natureza e a especificidade do fenômeno psicológico e percebê-lo em sua interação com fenômenos biológicos, humanos e sociais, assegurando uma compreensão integral e contextualizada dos fenômenos e processos psicológicos.
  • Desenvolver junto ao corpo discente práticas profissionais voltadas para assegurar um núcleo básico de competências que permitam a atuação profissional e a inserção do graduado em diferentes contextos institucionais e sociais, de forma articulada com profissionais de áreas afins.

 

Mercado de Trabalho

Com o aumento recente da renda da população, cresceu a procura por psicólogos clínicos nos grandes centros urbanos. Mas esse mercado reage muito à situação econômica. Já no setor público, onde ele pode atuar em hospitais e postos de saúde, a demanda é constante, assim como na área jurídica. O auxílio na preparação de atletas e equipes esportivas de alto desempenho é uma área que cresce. O trabalho do psicólogo também continua requisitado nos setores de recursos humanos das empresas, onde pode fazer treinamentos, atuar como recrutador e até gerenciar o departamento. Orientação educacional e profissional em escolas também são campos de trabalho para o psicólogo. Aumentam, ainda, as chances em neuropsicologia para tratar distúrbios como demências, sequelas de traumatismo crânio encefálico e transtornos de aprendizagem, como dislexia. O profissional também pode trabalhar na área acadêmica, com pesquisa, e em consultoria para empresas, na área de marketing e tomadas de decisões nos negócios.

 

Perfil do Profissional

Ao final do curso, o egresso deverá ter sólida formação científica em Psicologia, postura ética, visão crítica e autonomia intelectual, apto para: 

a)assimilar criticamente novos conceitos científicos, técnicas e instrumentos; 

b)compreender processos, tomar decisões e propor soluções no âmbito da Psicologia, com base em parâmetros relevantes da realidade social, econômica e cultural; 

c)atender a diferentes tipos de demandas no âmbito da Psicologia; 

d)atuar em equipe interdisciplinar e multiprofissional; 

e)realizar investigação cientifica e promover inovações no campo da Psicologia; 

f)propor e desenvolver ações para promoção da qualidade de vida em diferentes contextos.

 

Área de atuação

O Curso de Psicologia se estrutura de maneira a contemplar dois enfoques, Clínico e Institucional, e oferece quatro ênfases curriculares para propiciar uma formação generalista e comprometida socialmente, conforme elencado nos objetivos.  As ênfases contemplam as seguintes áreas: 

  • Psicologia e Processos Clínicos;
  • Psicologia e Processos Educativos;
  • Psicologia e Processos de Gestão;
  • Psicologia e Processos de Prevenção e Promoção da Saúde;

 

Bacharelado em Administração

O Curso

Tem por objetivo cobrir a área de conhecimento da ciência da administração e preparar o futuro administrador para o exercício da profissão.

Como área de conhecimento para a qual convergem várias ciências, o curso busca desenvolver no aluno uma capacidade analítica e crítica, incentivando-o à criatividade, no sentido de recriar o seu espaço na sociedade brasileira, em função da situação estratégica própria de seu campo de trabalho.

O Profissional

O profissional formado no Curso de Administração, o Bacharel em Administração ( popularmente chamado de administrador ) é um profissional qualificado para organizar e aplicar processos de gestão em diversas áreas da empresa desde marketing até recursos humanos.

Entre os principais papéis do administrador de empresas estão:

  • Consultoria para fechamento de negócios ( contabilidade básica e aspectos técnicos ).
  • Estudo e visualização da situação atual da empresa para se poder traçar um plano de ação para o futuro.
  • Organizar as relações de trabalho entre as pessoas e os fluxos de materiais e informação para maximizar a eficiência.
  • Acompanhar e assegurar que os planos de administração de empresas traçados para a empresa estão sendo seguidos.
  • Administrar também os recursos humanos da empresa ( funcionários ), identificando os tipos de personalidade, motivando e também aplicando uma liderança eficaz.
  • Realizar o feedback ( análise do que aconteceu ) de todo este processo citado acima, verificando pontos que falharam e também os pontos positivos para poder ressalta-los.
  • Organizar e liderar reuniões e também cuidar dos aspectos diários das empresas preparando tarefas para os funcionários e examinando relatórios.

A Empresa Júnior da UNEOURO

Integrar os conceitos teóricos à prática é uma necessidade premente para qualquer curso que desenvolva o seu relacionamento com as organizações de um modo geral.

Diante dessa necessidade a UNEOURO tem por objetivo, além do desenvolvimento do ensino e da iniciação científica, oferecer aos acadêmicos a possibilidade de aplicarem na prática os conhecimentos obtidos teoricamente através das atividades de extensão, oferecendo à comunidade como um todo o repasse dos conhecimentos acadêmicos desenvolvidos na área, através da prestação de serviço, desenvolvida conjuntamente com entidades ligadas ao Estado, bem como pelo setor privado.

Esse canal de desenvolvimento e aprimoramento das atividades profissionais viabilizará um espaço ao acadêmico para conhecer as dimensões de problemas reais, proporcionando-lhe o exercício entre a teoria e prática, bem como oferecerá o comprometimento acadêmico junto ao usuário final.

A Empresa Júnior da UNEOURO oferecerá, portanto, o rebatimento à comunidade em geral dos conhecimentos, através do desenvolvimento de atividades adequadas às necessidades da comunidade.

Desta forma, a Empresa Júnior da UNEOURO servirá como elemento de estudo teórico, bem como possibilitará o desenvolvimento das habilidades humanas, sociais e técnicas indispensáveis ao futuro profissional.

Site: http://www.ejuneouro.com.br/joomla16/ 

Objetivos:

  • Proporcionar ao estudante oportunidade de desenvolver suas habilidades, analisar situações e propor mudanças no ambiente organizacional;
  • Desenvolver o raciocínio lógico para tratamento das atividades organizacionais;
  • Desenvolver a capacidade de trabalhar em equipe de ter flexibilidade para atuar nos empreendimentos de um modo geral;
  • Incentivar o desenvolvimento de novas atividades e expansão de negócios de interesse para o Município de Ouro Preto do Oeste, e Estado de Rondônia;
  • Incentivar e desenvolver o espírito empreendedor dos futuros profissionais, que pelo efeito multiplicador disseminarão novos conhecimentos, ampliando a geração de produtos, empregos e investimentos no Município de Ouro Preto do Oeste, e Estado de Rondônia;
  • Complementação da formação acadêmica através de trabalhos práticos de projetos, através da integração Escola-empresa;
  • Conhecer e estudar os mais variados procedimentos e formas de empreendimento nas diversas áreas empreendedoras no Município de Ouro Preto do Oeste, e Estado de Rondônia;
  • Verificar as tendências do mercado industrial, comercial e prestador de serviços para melhor adequação acadêmica com vista a proporcionar melhor desempenho das atividades profissionais;
  • Servir como elemento facilitador para o ingresso de futuros profissionais no mercado de trabalho;
  • Intensificar o relacionamento empresa-escola;
  • Assessorar a implantação de soluções para problemas diagnosticados por professores e alunos.

Acompanhamento e Avaliação

As atividades desenvolvidas através da Empresa Júnior, serão necessariamente acompanhadas e aprovadas por professores do Curso, que ministram as disciplinas das áreas que buscam o desenvolvimento da formação técnica-profissional.

O acompanhamento do cumprimento das etapas de trabalho na Empresa Júnior será feito diretamente pelo professor responsável pelo projeto a ser desenvolvido, de acordo com a área de abrangência.

O professor orientador é responsável pela elaboração do relatório de atividades desenvolvidas pelos discentes que estiverem executando atividades na Empresa Júnior da UNEOURO.

Áreas de Atuação

As atividades a serem desenvolvidas pela Empresa Júnior deverão primar pelos trabalhos que possam oferecer uma contribuição econômica e social à comunidade.

Desta forma, os trabalhos a serem desenvolvidos, como atividade de consultoria e assessoria, abrangerão as diferentes áreas de formação do profissional.

Bacharelado em Enfermagem

O Curso

O curso de Enfermagem possui suas Diretrizes Curriculares aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) em 13 de julho de 2005 homologadas pelo Ministro da Educação, em 19 de agosto de 2005.

A concepção do curso de Enfermagem está em consonância com o Projeto Institucional da FIOURO, constituindo, dessa forma, uma condição determinante para formar o bacharel em Enfermagem com sólida formação teórica e técnica, além de pleno desenvolvimento de suas habilidades pessoais.

A articulação entre o elenco de disciplinas e a interdisciplinaridade se dá através do trabalho coletivo e de equipe e da troca estabelecida entre os docentes do curso, que buscam inter-relacionar os conteúdos de ensino e as práticas em atividades de extensão, ensino e pesquisa, tudo em uma intensa interface com os parceiros e com a garantia tecnológica que oportunize a interatividade entre professores e alunos.

Na região na qual se insere a Faculdade percebe-se uma significativa necessidade de mão-de-obra qualificada em diversos setores das diferentes áreas profissionais. Num raio de 150 km a população atendida pela instituição se aproxima dos 300 mil habitantes. Alguns destes municípios apresentam deficiências quanto à qualidade do atendimento a saúde da população, pois falta mão de obra qualificada.

Objetivos do Curso

Formar enfermeiros generalistas, qualificados para o exercício da enfermagem, através de uma perspectiva humanística, crítica e reflexiva, pautado em princípios ético-político-filosóficos, capazes de atuar nas áreas de promoção da saúde, prevenção de doenças, no tratamento e reabilitação no processo saúde-doença do ser humano, da família e da comunidade, compromissado com o continuo crescimento pessoal e social, na busca de uma melhor qualidade de vida.

• Oportunizar ao acadêmico o desenvolvimento de habilidades e competências relativas a relacionamento interpessoal, comunicação, liderança e tomada de decisão no processo de cuidado e gerenciamento de serviços de saúde e enfermagem.
• Possibilitar ao acadêmico condições de desenvolver habilidades e competências técnico-científicas, ético-políticas e socioeducativas com o objetivo de prestar o cuidado de enfermagem inerente ao exercício da profissão.
• Proporcionar ao acadêmico, a compreensão da política de saúde no contexto das políticas sociais na região e no país, possibilitando o reconhecimento dos perfil epidemiológicos da população.
• Oportunizar ao acadêmico o desenvolvimento de habilidades e competências necessárias a identificação de determinantes do processo saúde-doença na coletividade, colaborando na elaboração e efetivação das ações de saúde.
• Instrumentalizar o acadêmico para a intervenção na prevenção de danos e promoção e reabilitação da saúde dos indivíduos, famílias e comunidades.
• Instrumentalizar os acadêmicos a fim de desenvolver uma práxis multiprofissional considerando os princípios e diretrizes das políticas públicas de educação e saúde.
• Instrumentalizar e incentivar o acadêmico para o desenvolvimento de pesquisa na área de saúde e educação, oriundos da integração ensino-pesquisa e extensão.
• Estimular a busca de novos paradigmas, desenvolvendo a investigação cientifica no campo de atuação da enfermagem.
• Capacitar o acadêmico para atuar nos programas de assistência integral à saúde da criança, do adolescente, da mulher, do adulto e do idoso.
• Desenvolver conhecimentos, habilidades e atitudes técnico-pedagógicas essenciais para o exercício de atividades de educação em saúde.
• Despertar e desenvolver a sensibilidade, a ética, a moral, a competência e o compromisso para as questões humanas nos vários segmentos da sociedade no processo de cuidar em enfermagem.
• Propiciar a formação pedagógica com vistas à possibilidade de docência em áreas de ensino e saúde.

Perfil do Profissional

O futuro bacharel em enfermagem deverá assumir postura condizente com os princípios éticos da profissão, respeitando e valorizando o ser humano em sua totalidade; possuir consciência crítica acerca da realidade de saúde do país, assumindo atitudes e comportamentos efetivos que atendem às reais necessidades de saúde da população. Além disso, assumir o papel de educador junto aos indivíduos, famílias, comunidades, populações, equipes de enfermagem e multiprofissional; ter habilidade para estabelecer relações interpessoais produtivas com indivíduos, famílias, comunidades, populações, equipes de enfermagem e equipes multiprofissionais; adotar metodologia de trabalho tendo como base o planejamento lógico e científico para a tomada de decisões e organização do processo de trabalho em enfermagem; possuir curiosidade intelectual, visando o desenvolvimento do corpo de conhecimentos em enfermagem e saúde; possuir competência técnica e política para o exercício da enfermagem nos serviços de saúde de diferentes níveis de complexidade, executando ações de promoção, prevenção, cura e reabilitação; ter capacidade de inserir-se na equipe multiprofissional, desenvolvendo trabalho coletivo em saúde, a partir das seguintes competências e habilidades gerais e específicas:

Atenção à saúde: estando aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo, pautando o exercício da profissão os mais altos padrões de qualidade e de princípios da bioética, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução do problema de saúde, tanto em nível individual como coletivo.

Tomada de decisões: capacitado o profissional a tomar decisões visando o uso apropriado, a eficácia e o custo efetivo, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas.

Comunicação: ser acessíveis e devem manter a confidencialidade das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o publico em geral.
Liderança: aptos a assumir posições de liderança, sempre tendo em vista o bem-estar da comunidade. Levando em consideração que a liderança envolve compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para tomada de decisões, comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz.

Administração e gerenciamento: fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho quanto dos recursos físicos e materiais e de informação, da mesma forma que estar apto a serem empreendedores, gestores, empregados ou lideres da equipe de saúde.

Educação permanente: aprender continuamente, tanto na sua formação quanto na sua prática.

Intervir nos processos saúde doença, visando à qualidade da assistência, identificando as necessidades individuais e coletivas de saúde da população.

Promover estilos de vida saudáveis.

Assumir o compromisso ético, humanístico e social, nas suas ações.

Responder a especificidades regionais e setoriais de saúde, intervindo estrategicamente em todos os níveis, promoção, prevenção, assistencial, reabilitação, educação.

Integrar as ações de enfermagem com os outros componentes da equipe multidisciplinar.

Propor, planejar, implementar e participar de programas de educação continuada.

Estar atualizado e utilizar as novas tecnologias existentes no campo da informação, comunicação e terapêuticas para o cuidar da enfermagem.

Mercado de Trabalho

Enfermeiro é uma profissão que exige muita sensibilidade do profissional. Além de cuidar de pessoas, ele lida com os familiares do paciente.

Campo de atuação de Enfermagem

O curso de enfermagem possibilita atuação nas seguintes áreas:

  • Enfermagem geral
  • Enfermagem geriátrica
  • Enfermagem médico-cirúrgica
  • Enfermagem obstétrica
  • Enfermagem pediátrica
  • Enfermagem psiquiátrica
  • Enfermagem de resgate
  • Enfermagem do trabalho
  • Enfermagem de saúde pública

Ciências Contábeis

O Curso

O Bacharelado em Ciências Contábeis objetiva atingir, fundamentalmente, os seguintes pontos: fornecer embasamento técnico-científico que proporcione condições para a realização de escrituração contábil, de estruturação de controle e de análise das situações econômico-financeira e patrimonial de entidades em geral, através de aplicação das técnicas que constituem os sistemas de contabilidade; preparar o aluno para as funções de auditor, de perito judicial e de programador orçamentário de uma entidade.

O Profissional

O contador deve ser um profissional que tenha uma grande capacidade para pesquisar, analisar e discernir, a par de muito bom senso, já que ele é, no sentido lato da palavra, o responsável por todo sistema de informações econômico-financeira e patrimonial de uma entidade, uma vez que os relatórios e pareceres contábeis constituem o elemento básico para a tomada de decisões em uma entidade pública ou privada. Poderá, também, atuar na área do magistério universitário. 

Seu campo de atuação implica o exercício junto a pessoas físicas ou jurídicas, de direito público ou privado, com ou sem fins lucrativos, de atividades de planejamento, execução, controle e análise, auditoria e perícias do sistema de informações econômico-financeiras, exercendo tais atividades na condição de profissional autônomo, como sócio de empresa especializada no ramo ou como funcionário.

O mercado de trabalho

O Conselho Federal de Contabilidade tem 417 mil profissionais registrados. Mesmo assim, empresas ainda carecem de mão de obra. Isso porque micros e grandes empresas precisam de pelo menos um contador responsável. Boa parte dos profissionais está nos escritórios de contabilidade, auditoria e consultoria. Por todos esses motivos, a carreira de contabilista está em alta. O setor público é outro segmento que está bastante aquecido. Também são raros os formados que se dedicam à pesquisa e à docência, o que mantém em alta a procura por contabilistas que queiram se dedicar à carreira acadêmica. Nas capitais, as maiores oportunidades e salários estão nas grandes e médias empresas, incluindo instituições financeiras e multinacionais.  Para o autônomo, existem boas perspectivas em todo o país. Outra função importante é a realização de relatórios e balanços anuais seguindo critérios internacionais, como os do Conselho Internacional de Padrões de Contabilidade (Iasb). O Banco Central determinou que até 2010 todos os bancos apresentem sua demonstração financeira seguindo os novos critérios.

O que você pode fazer?

  • Auditoria: Fiscalizar as contas de uma empresa, conferindo os registros nos livros e os dados de balanços.
  • Contabilidade gerencial: Registrar e analisar as operações financeiras e patrimoniais de uma empresa, acompanhando todas as transações da organização.
  • Controle e perícia: Coordenar as operações fiscais e financeiras de empresas públicas e privadas.
  • Ensino: Dar aulas em cursos técnicos e treinamento para funcionários de empresas na área contábil. Para exercer o magistério no Ensino Superior é preciso pós-graduação.