JUSTIFICATIVA

A partir de 2002, quando a Lei 10.436.32 que reconhecia a LIBRAS como língua oficial da comunidade surda no Brasil, a inclusão de conhecimentos dos recursos de expressão da Língua Brasileira de Sinais  a ser obrigatória e seu sistema  linguístico de natureza visual – motora, com estrutura gramatical própria, deve ser ensinado a todos os trabalhadores de todos os segmentos institucionais que atuam com público. 

Nesse sentido, a leitura e escrita de LIBRAS é uma forma de aguçar a curiosidade e o gosto em aprender uma língua desconhecida. Para tanto, faz se necessário conhecer à cultura e história do portador de deficiência auditiva, entender que a surdez é uma experiência visual que traz ao sujeito surdo a possibilidade de constituir sua subjetividade por meio de experiências cognitivo-linguísticas diversas, mediadas por formas de comunicação simbólica e alternativa, as quais encontram na língua de sinais seu principal meio de concretização. 

OBJETIVOS

GERAL

Compreender o funcionamento da LIBRAS, em nível básico. 

ESPECÍFICOS

A) Ampliar os conhecimentos referentes à Língua Brasileira de Sinais.

B) Desenvolver o espírito de cidadania e respeito ao portador de deficiência auditiva;

C) Aguçar a curiosidade e o gosto em aprender a ler uma língua diferente;

D) Reconhecer o funcionamento da Língua Brasileira de Sinais.

PÚBLICO ALVO

Estudantes da rede pública de ensino, comunidade acadêmica, profissionais liberais e estudiosos que tenham interesse no conhecimento de uma segunda língua.

INVESTIMENTO

Módulo Introdutório: R$ 80,00 

Faça sua pré-inscrição (MÓDULO INTRODUTÓRIO) 

Click AQUI