Na última sexta-feira (8) foi apresentada na Universidade Federal do Acre, no I FÓRUM DE EDUCAÇÃO, SAÚDE E MEIO AMBIENTE NO ENSINO BÁSICO TÉCNICO E TECNOLÓGICO, uma pesquisa científica realizada pelos acadêmicos de Engenharia Ambiental da UNEOURO Gleydson Alves Saiter, Gedeon Moreira de Souza, Daniel de Souza Mendes, Edevandro Tenorio da Silva, Herika Maiza dos Santos Silva, André Luis Morais de Freitas, Welington Assis, Miqueas Silva Amaral, orientados pelo professor Jhonatan Morandi de Oliveira.

Entitulada “Análise físico-química, microbiológica e de toxidade em Allium cepa do Igarapé Ouro Preto, no município de Ouro Preto do Oeste – RO”, a pesquisa foi realizada com o objetivo da avaliar a qualidade da água de um igarapé no município de Ouro Preto do Oeste-RO em relação a possíveis impactos gerados pelo processo de urbanização e a falta de saneamento básico.

As amostras de água foram coletadas no igarapé Ouro Preto no município de Ouro Preto do Oeste-RO e foram encaminhadas ao laboratório da faculdade UNEOURO onde foram feitas análises físico-químicas, microbiológica e de toxidade em Allium cepa.

No desenvolvimento da pesquisa ficou evidente que apesar da normalidade em alguns parâmetros analisados, outros valores demonstram que o igarapé Ouro Preto está com seu equilíbrio ameaçado.

Representando o grupo de pesquisadores, Gleydson Alves Saiter , explicou a que “mesmo com a normalidade do nível de toxidade, o nível de coliformes totais e fecais causam preocupação. Principalmente pelo fato da grande proximidade de residências urbanas ao em torno do igarapé. Demonstrando assim que mais parâmetros devem ser analisados, principalmente devido a complexidade de compostos que provem do esgoto doméstico”, salientou Saiter.

Jhonatan Morandi, biológo e Professor no curso de Engenharia Ambiental da UNEOURO, orientou os acadêmicos no desenvolvimento da pesquisa. “Esta pesquisa é fruto de todo um trabalho desenvolvido seguindo os mais restritos critérios científicos e graças a pertinência do tema e a profundidade da pesquisa, o trabalho foi muito bem recebido no salão acadêmico”, explicou Morandi.

Após a apresentação no evento o resumo expandido foi publicado na Revista Acadêmica da Universidade Federal do Acre – UFAC:

Revista: South American Journal of Basic Education, Technical and Technological

Link da revista: http://revistas.ufac.br/revista/index.php/SAJEBTT/index

Link da publicação: http://revistas.ufac.br/revista/index.php/SAJEBTT/article/view/1311/835