UNEOURO em Movimento

O Projeto
 
Pequenas ações podem fazer diferença no futuro, com esse intuito foi elaborado o projeto que visa contribuir com as áreas carentes da nossa cidade e grupos que trabalham por uma nova cultura social e política, comprometida com o respeito à Democracia e com a construção da Cidadania.
 
A execução do projeto contemplará a temática da cidadania trabalhada numa abordagem multidisciplinar, privilegiando conteúdos relativos aos Direitos do cidadão organizados e acompanhados por comissões de representantes de unidades de secretarias municipais da cidade de Ouro Preto do Oeste  tendo como auxiliares Coordenadores, professores, funcionários e acadêmicos da UNEOURO, bem como o encaminhamento das demandas individuais e coletivas identificadas à entidades aptas a solucioná-las.
 
Nossa metodologia consiste em levar contribuições, mas principalmente extrair do concreto novas propostas para a superação dos atuais desafios nos campos da Ação Social e da Educação. O desenvolvimento do projeto se dará através de encontros, palestras, cursos, brincadeiras com as crianças e consultorias específicas.
 
Objetivo
 
O objetivo principal é o estabelecimento de uma maior integração entre a Faculdade e a Comunidade Externa, através da criação de espaços que permitam, por meio de discussões sobre direitos fundamentais, maior exercício da cidadania por parte do público alvo. Da mesma forma, busca identificar os principais problemas enfrentados pelo grupo, relativos à supressão ou violação de direitos fundamentais, bem como verificar o grau de compreensão, de comprometimento e capacidade de enfrentamento das dificuldades vivenciadas, com intuito de contribuir para a sua superação. A partir da socialização de informações e das reflexões propostas, buscar a estimulação de ações individuais e coletivas que visa a efetivação de direitos fundamentais.

Bolsas e Financiamentos

Bolsa Ex-Aluno

  • O Programa Bolsa Ex-Aluno se destina a conceder desconto parcial na mensalidade em cursos de graduação e pós-graduação aos Ex-Alunos da UNEOURO. A solicitação da bolsa deverá ser feita mediante requerimento encaminhado pelo Ex-Aluno ao Diretor da IES.
  • A bolsa somente será concedida ao Ex-Aluno que concluiu algum curso de graduação ou pós-graduação na UNEOURO, independentemente da forma de ingresso, conforme as condições abaixo.

 Ex-Aluno da Graduação:

  • Para nova habilitação: 50%.
  • Para nova graduação: 25%.
  • Para Pós-Graduação (especialização): 20%.

Ex-Aluno da Pós-Graduação:

  • Para nova Pós-Graduação (especialização): 10%.

Bolsa Funcionário

  •  O Programa Bolsa Funcionário se destina a conceder bolsa integral ou parcial na mensalidade em cursos de graduação e pós-graduação dos funcionários técnico-administrativos e docentes da IES que desejam progredir em sua formação acadêmica, enquanto mantiverem vínculo empregatício com a UNEOURO.
  • A solicitação da bolsa deverá ser feita mediante requerimento encaminhado pelo funcionário ao Diretor da IES.

 Docentes:

  • Para nova graduação: 25%.
  • Para Pós-Graduação (especialização): 50%.

Técnico-Administrativos:

  • Graduação (para funcionários com mais de 3 anos de vínculo): 100%
  • Graduação (para funcionários entre 2 e 3 anos de vínculo): 50%
  • Graduação (para funcionários entre 1 e 2 anos de vínculo): 30%

 

REGULAMENTO DESCONTO ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DO REGIME DIFERENCIADO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS – RDSE PARA O ANO DE 2016

REGULAMENTO UNECRED

REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE DESCONTOS DE 50% NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE UNEOURO E OUTRAS PROVIDÊNCIAS  

O Regulamento do Programa de Bolsas está disponível na biblioteca da instituição para consulta.

 

Parceiros

 

Sociedade Brasileira de Computação
Conselho Regional de Administração
Conselho Regional de Contabilidade
Centro de Integração Empresa-Escola
Microsoft Corporation Sociedade Brasileira
de Computação
Conselho Regional
de Administração
Conselho Regional
de Contabilidade
 Centro de Integração
Empresa-Escola
         
 Assembléia de Deus        
 Igreja Assembléia
de Deus
       

Avaliação Institucional

O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), instituído pela Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004, estabeleceu a Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES) como órgão colegiado de supervisão e coordenação do SINAES. Neste contexto foi criada a Comissão Própria de Avaliação (CPA) na instituição, que tem por função coordenar e articular o processo interno de avaliação. O Projeto de Avaliação elaborado pela CPA da UNEOURO teve como referência as diretrizes contidas no documento acima citado e nas demais orientações do SINAES.

A CPA prestará contas de suas atividades aos órgãos colegiados superiores da UNEOURO, apresentando relatórios, pareceres e recomendações com vistas a proporcionar o desenvolvimento institucional pela análise consciente das qualidades, problemas e desafios para o presente e futuro.

Assim, a auto-avaliação possibilitará identificar e avaliar sua atuação perante a comunidade, bem como fornecer indicadores que permitirão a reorganização do processo ensino-aprendizagem na busca de inovações sem perder de vista a função social da educação superior no Brasil.

Desta forma, a UNEOURO não só reconhece a importância de avaliar-se mas assume a auto-avaliação como processo a partir do qual é possível atingir de forma mais eficiente e efetiva o conhecimento de sua dinâmica, de seu modo de inserção na sociedade e do significado de seu trabalho como subsídios contínuos para redirecionar seus programas, projetos e compromissos de forma a reconstruir-se como Instituição de Ensino Superior.

A UNEOURO adota o programa de auto-avaliação institucional como processo absolutamente isento de intenções que não sejam a de avaliar para melhorar. A CPA é composta por quatro professores da IES, dois representantes do corpo técnico-administrativo, dois acadêmicos e dois representantes da sociedade civil.

Concepção de Auto-Avaliação

O SINAES propõe uma avaliação institucional integrada por diversos instrumentos complementares, entre eles a auto-avaliação institucional.

De acordo com as diretrizes para a avaliação das Instituições de Educação Superior, a avaliação institucional é compreendida como a grande impulsionadora de mudanças no processo acadêmico de produção e disseminação de conhecimento, que se concretiza na formação de cidadãos e profissionais e no desenvolvimento das atividades de pesquisa e de extensão.

Dessa forma, o propósito da auto-avaliação da UNEOURO é o de conduzir-se ao aperfeiçoamento constante dos “empreendimentos”, cujos princípios mais importantes capazes de explicar a natureza deste processo, sua necessidade para o desenvolvimento institucional e razão de ser podem ser expressos pelos objetivos de auto-referência, auto-análise e autodesenvolvimento.

Objetivo Geral

Avaliar a UNEOURO a partir de fatores internos e externos visando o aprimoramento das atividades de ensino, pesquisa, pós-graduação, extensão e de gestão, com o propósito de prestar contas à comunidade local do desempenho da IES no que se refere ao cumprimento de sua função social.

Metodologia

A metodologia adotada contempla a técnica do grupo focal, conforme a exposição de Suanno (2002), por possibilitar a realidade institucional, recorrer a indicadores internos e externos, dando ênfase aos indicadores internos, construídos de forma participativa, e por valorizar a analise histórica de outros momentos avaliativos vividos na instituição, permitindo a percepção dos avanços e retrocessos no processo.

Tal metodologia é adotada pela CPA também por ser uma técnica sócio-qualitativa, coletiva, dinâmica e que promove a sinergia entre os membros da equipe analisada e valoriza a palavra dos atores sociais reconhecendo-os como “expert” de sua própria realidade, o que propicia o autodesenvolvimento tanto dos profissionais quanto da IES.

A técnica do grupo focal apresenta-se para a CPA como uma ferramenta extremamente útil e viável por considerar a instituição como um todo, atendendo ao princípio da globalidade e integração de forma associada, o que permite uma visão geral e abrangente da instituição.

Operacionalização da Metodologia

A CPA promoverá os trabalhos de sensibilização em quatro momentos diferentes. Primeiro, junto aos coordenadores de cursos; depois, junto aos professores, com a colaboração dos coordenadores; depois, junto aos funcionários técnico-administrativos, por meio de seminários e grupos de estudos sobre o projeto de auto-avaliação institucional, e, por último, junto aos acadêmicos, com a colaboração de todos os profissionais da IES.

Etapas da Avaliação

Sensibilização continuada: Ações destinadas à sensibilização da comunidade universitária.
Avaliação Interna: Processo de auto-avaliação da instituição por meio do qual ela identifica as necessidades e redireciona os objetivos e estratégias dos cursos e, em âmbito mais amplo, das políticas e do planejamento institucional.

Avaliação Externa: Toma por base o relatório da avaliação interna sob propósito de analisar, validar e/ou indicar ajustes às conclusões do processo de auto-avaliação.  

Reavaliação: Processo de discussão da comunidade universitária para confrontar os resultados da avaliação interna com os resultados da avaliação externa.

Reformulação e Difusão: Relatório final da reavaliação serve de subsidio para um seminário integrado por representantes da comunidade universitária da UNEOURO e avaliadores externos.

Histórico

A UNEOURO – Faculdade de Ouro Preto do Oeste, mantida pelas Escolas Unidas de Ouro Preto do Oeste é uma Instituição de Ensino Superior sem fins lucrativos fundada em 10 de agosto de 2001, quando iniciou suas atividades com a implantação do curso de Sistemas de Informação, autorizado pela portaria ministerial nº 3.330, publicado no D.O.U. de 27/09/2005. Naquela época, funcionava em sede provisória.

Em 2008, instalada em sede própria, sua estrutura física é composta por 08 (oito) salas de aula, biblioteca, salas de coordenação de cursos, laboratório de informática, auditório, secretaria, tesouraria, direção, cantina (refeitório) e sala dos professores, totalizando uma área de, aproximadamente, 1.500 m², toda em alvenaria, em sua 1ª fase de construção de um projeto de 2.700 m², em um terreno de 24.200 m².

A UNEOURO dá seqüência a sua implantação com a solicitação de novos cursos de graduação e a instalação de cursos de pós-graduação lato sensu através de seu Centro de Pós-Graduação e a implantação do colégio UNEOURO, com ensino fundamental e ensino médio. Além de cursos de graduação e pós-graduação, a UNEOURO desenvolve eventos e cursos de extensão abertos à comunidade.

Seu corpo discente é formado por alunos provenientes, na graduação e na pós-graduação, de vários municípios do interior de Rondônia, circunvizinhos a Ouro Preto do Oeste. Hoje, a UNEOURO está voltada também para a formação de profissionais qualificados para o crescente mercado de trabalho, disseminando o conhecimento nos diversos campos do saber, contribuindo para o exercício pleno da cidadania, mediante formação humanística, crítica e reflexiva.

Seu corpo administrativo prima pela busca permanente da qualidade, através de uma concepção de educação alicerçada nos princípios da seriedade, da responsabilidade e do compromisso, juntamente com o acadêmico que também tem papel fundamental nesse processo.

A UNEOURO tem investido sempre para a melhoria dos padrões de oferta de seus cursos por meio da contratação de professores com pós-graduação stricto sensu (Mestrado e Doutorado), aquisição de livros, periódicos e multimídia para a biblioteca e videoteca e ampliação dos recursos tecnológicos.

Letras (Português/Inglês)

O Curso

O curso é articulado para construir profissionais que dominem a teoria e a prática docente para o exercício do magistério nas disciplinas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa e respectivas literaturas. Para isso, sua matriz curricular apresenta disciplinas práticas e metodológicas, que fornecem laboratórios, oficinas de produção, análise, confecção e crítica para o uso constante e regular da língua e linguagens efetivadas na realidade imediata, tornando o profissional de Letras um especialista prático e teórico da comunicação em suas variáveis.

Proporciona ainda disciplinas teóricas para o domínio dos conceitos, operadores e princípios que regem a língua e linguagem em suas particularidades dentro dos vários tipos de comunicação.

Para a aproximação da teoria com a prática, o curso possui um estágio supervisionado para atender aos requisitos da experiência docente necessária ao futuro profissional.

Perfil do Profissional

O profissional das letras domina a norma culta da língua portuguesa, instrumento preferencial de cultura, de comunicação e de exercício da cidadania. Para tanto, capacita-se a entender suas variações, que vão das diferenças regionais a outros níveis, como o coloquial, o popular, o técnico, etc. O curso de Letras da UNEOURO forma professores, capacitando os alunos para o ensino de língua portuguesa, inglesa e respectivas literaturas, além de qualificá-los para as funções de redator, revisor, tradutor, comentarista de livros e agente literário. 

Mercado de Trabalho

O licenciado em Letras atua como professor, crítico literário, pesquisador, resenhista, tradutor, agente literário, revisor de textos e atividades de domínio conexo ou assemelhadas, dada a grande abrangência de atuação para quem domine bem a norma culta da língua portuguesa, de que são exemplos as contribuições de profissionais das letras no cinema e na televisão. Na área empresarial, pode atuar como produtor de discursos e consultor para as diversas modalidades da linguagem. 

Pedagogia

O Curso

Formar pedagogos com uma visão global do processo educativo cultural é a principal meta do curso de Pedagogia.

O curso está formulado de acordo com a Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional (LDB) e com as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia – Licenciatura. Tem por objetivo a formação inicial para o exercício da docência na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental, nos Cursos de Ensino Médio, na modalidade Normal, e em cursos de Educação Profissional na área de serviços e apoio escolar, bem como em outras áreas nas quais sejam previstos conhecimentos pedagógicos. As atividades docentes também compreendem participação na organização e gestão de sistemas e instituições de ensino.

Perfil do Profissional

O curso destina-se à formação do profissional da educação com competência para lecionar na educação infantil, nas séries iniciais do ensino fundamental e nas matérias pedagógicas do curso pedagógico de nível médio; na gestão educacional em seus diferentes níveis; na organização, coordenação, execução, produção de materiais e avaliação de projetos educativos desenvolvidos em organizações escolares e não escolares, atendendo às necessidades de uma sociedade cada vez mais dinâmica e complexa. Esses profissionais estarão aptos ainda a desenvolver atividades de pesquisas educacionais que contribuam para uma reflexão teórico-prática sobre o fenômeno educativo e sobre o fazer pedagógico.

Mercado de Trabalho

O pedagogo atua na docência da educação infantil dos anos iniciais do ensino fundamental e nas disciplinas pedagógicas do ensino médio, na gestão escolar e no planejamento, no desenvolvimento, na implementação e na avaliação de projetos educacionais em diferentes níveis; nas instituições escolares, além de setores empresariais que investem no desenvolvimento de recursos humanos.